26) O Mancebo de Naim
 
1. O cortejo fúnebre: Lc 7,11-13. 
2. O verdadeiro consolador: v. 14-17. 
 
Explicação e Ensinamentos: 
"Nain" significa "amável", porque a sua localização era tão bonita (entre Tabor e Hermon) na planice de Jezreel. Localize-a no mapa. Mas, contudo, aqui reinava a morte. A última vítima era um jovem (Rm 5, 12). Pessoas idosas têm de morrer; pessoas jovens estão sujeitas a morrer. Por essa razão não se deve adiar o arrependimento (*Hb 3,15; *2 Co 6, 2). O cemitério dos judeus era fora da cidade. O esquife era aberto, do tipo de uma maca, e o morto era coberto por um lençol. Comente a doença do mancebo (o médico, como cuidavam do doente, como vigiavam; os cuidados da mãe. Morte, tristeza e luto). Fale do enterro e das condolências do povo. A mãe era uma viúva, portanto, já havia acompanhado um enterro; o do marido; tinha somente um filho, que era o seu maior tesouro aqui na terra. Ele era o seu único apoio. Esse fora tomado. Quão triste, desconsolada e pobre seria agora a sua vida! - mas o Senhor conhece a aflição dela. Ele se aproxima dela com compaixão. Esse seu maravilhoso encontro com o enterro não foi um acaso. Foi por determinação do Senhor; foi por Sua vontade. 
 
- 1º A compaixão do Senhor: 
Ele sente a nossa aflição, a nossa angústia e a nossa dor. Ele quer nos ajudar ( Is 63,9; 66,13). Amor materno é grande; o amor do Senhor é maior (ls 49,15). 
- 2º O poder e o socorro do Senhor: 
Elias e Eliseu ressuscitaram mortos, por meio da oração, mas o Senhor, pela Sua palavra. O Senhor demonstra ser vencedor sobre a morte. Mais tarde, na cruz, Ele lhe tomou todo o poder (*2 Tm 1,10). Por natureza também nós estamos mortos, isto é, mortos em pecados (Ef 2,1), mas o Senhor vivifica espiritualmente (*Jo 5,25). 
- 3º O temor e a admiração do povo:
Ante esse poder de Deus, o povo sentiu sua pecaminosidade, e temeu. Eles reconhecem que Deus lhes enviou Jesus como profeta. Entendem que Ele visitou o seu povo em graça. Se eles se tivessem arrependido, também teriam sido salvos e abençoados. 
 
Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com