13) Jesus e Nicodemos
 
1. A necessidade do novo nascimento: Jo 3,1-8. 
2. Como este se processa: v. 9-16. 
 
Explicação e ensinamentos: 
Os fariseus eram bastante rígidos, "ortodoxos". Porém a sua fé não era autêntica, viva. De modo geral, o seu coração não estava ligado à causa! Nicodemos era também um chefe do povo e fazia parte do Sinédrio (Jo 7,50). Ele chegou a Jesus, de noite, porque conhecia a inimizade do mundo contra o Senhor e contra os Seus (Jo 15,19). 
Mas ele via no Senhor Jesus somente um sábio mestre, com quem poderia obter instrução; talvez, também descanso para o coração. O Senhor, no entanto, não o instrui à maneira dos rabinos (doutores da lei) e dos escribas, não lhe deu, portanto, nenhum preceito ou doutrina, que só aumentassem a sabedoria (ou o conhecimento), mas diz a Ele que precisa possuir uma nova natureza (novo nascimento) se quiser entrar no reino prometido (aqui na terra). Portanto, uma nova vida ou uma vida de cima é o que o Senhor exige. - "Água e Espírito" operam essa vida na alma. Água é uma designação bíblica para a Palavra de Deus (compare Jo. 4,14; Ef 5,26; *1 Pe 1,23). 
A Palavra de Deus condena as inclinações a caminhos antigos no coração daquele que O acolhe na fé, e promove por meio do Espírito Santo novos sentimentos e novos desejos, realizando assim uma purificação interior, uma nova natureza e nova criação (* 2 Co 5,17) 
# [a água de modo algum se refere ao batismo, que ao invés de dar vida é uma figura da morte e do juízo do homem antigo (Rm 6,4)]. 
Essa verdade a respeito da necessidade da nova natureza, Nicodemos devia ter conhecido (Ezequiel 36,25-27). Até para poder ser unificado com Cristo no Seu Reino aqui na Terra, é necessário um coração purificado, quanto mais, para entrar no céu! 
(v. 12). Para isso Cristo teve de morrer. 
A expressão: "Necessário vos é nascer de novo ainda não é o evangelho (boas novas); este, porém, segue agora: '''E como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o filho do homem seja levantado" E: 
"Deus amou ao mundo de tal maneira, que deu o seu filho unigênito". Na cruz vemos o que, segundo a santidade de Deus, era necessário para nossa salvação, e o que o amor de Deus consumou. 
Aí vemos a salvação e a vida eterna para nós. [# Quão grande a nossa perdição e quão grande a santidade de Deus ("Deus é luz"), quão grande o seu amor e quão grande a nossa salvação: Tudo isso somente .chegamos a ver na cruz! (* Jo 3,14.16)]. O conteúdo de Jo 3,16 já foi denominado: "A Bíblia em miniatura". Esse verso contém profundezas maravilhosas. Deus "amou" e "Deus"; o homem "crê" e "tem" a vida eterna" e "não entrará em condenação" (v. 18). Mas sobre o incrédulo permanece a ira de Deus (v. 36). 
 
Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com