Agora Descansou...

 

“AGORA DESCANSOU...”

 

     Meu avô tinha 81 anos quando faleceu. Ele tinha sido abençoado com uma vida longa e feliz, mas seus últimos dias eram dias de sofrimentos. Quando, enfim, a morte chegou, todos os que o conheciam, podiam usar aquelas palavras que ouvimos tão freqüentemente: “agora descansou.”

     Tantas vezes ouvimos estas palavras quando a morte leva nossos antes queridos e acabam seus sofrimentos terrestres. Mas como é que nós sabemos? Será que podemos ter certeza que o nosso parente “descansou”? No caso do meu avô podíamos ter certeza. Eu me lembro bem de um dia andar com ele numa estrada no interior quando ele me chamou a atenção a um lugar a beira da estrada e disse-me: “ali Deus me salvou”. Ele podia indicar não somente o lugar onde foi salvo, mas também se lembrou do dia e hora quando aconteceu. Com muito gosto ele relatou como recebeu a salvação da sua alma e o perdão dos seus pecado pela fé no Senhor Jesus Cristo.

     Foi um momento inesquecível na vida dele. Na qualidade de pecador perdido, reconhecendo que seus pecados mereciam o juízo de Deus ele aceitou como Salvador pessoal Aquele que “morreu por nossos pecados” (1 Coríntios 15:3). Assim ele foi salvo naquele momento e viveu muitos anos para mostrar que ele tinha a salvação verdadeira.

     Foi o fato que meu avô teve um momento de salvação muitos anos antes do seu falecimento que nos deu o direito de dizer com certeza “agora descansou” quando ele partiu. Para ele, cenas de sofrimentos aqui na terra acabaram e ele entrou nas glórias indescritíveis do céu. Ele provou a bênção da qual a Bíblia fala em Filipenses 1: 23 “... partir é estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor.” Certamente, “ele descansou.”

     Mas quanto aos demais? A mesma Bíblia que fala das glórias do céu que serão a porção de todos os salvos, também fala em Lucas 16 de um homem que morreu e entrou no inferno onde ele “erguendo os olhos, estando em tormentos.” Ele disse “estou atormentado nesta chama.” A Palavra de Deus esclarece que este é o futuro de todos que morrem sem um momento de salvação. Apocalipse 14:11 diz a respeito de certas pessoas, “ E a fumaça do seu tormento sobe para todo sempre; e não tem repouso, nem de dia nem de noite”. Tais pessoas jamais terão descanso depois da morte. Deus, sendo um Deus justo, tem que punir o pecado e se aqui nesta vida não receber o perdão preparado por Deus através da morte de Cristo, terá que sofrer o juízo de Deus para sempre depois desta vida.

     O que faz uma esperança do céu uma verdadeira delícia para todos os salvos é que jamais terminará. Pensando bem, é isto que torna o juízo tão sério para os não salvos – também é para sempre. Como é que, então, podemos dizer tão levianamente “agora descansou” quando um conhecido nosso morre sem ser salvo? Não existe sofrimento na terra que se possa comparar com os sofrimentos eternos daqueles que morrem sem Cristo como seu salvador pessoal.

     Nenhuma pessoa precisa enfrentar estes sofrimentos eternos porque Deus já providenciou uma tão grande salvação através da morte do seu amado Filho sobre a cruz:

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”. (João 3:16)

Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios. Porque apenas alguém morrerá por um justo; pois poderá ser que pelo bom alguém ouse morrer. Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. Logo, muito mais agora, sendo justificados  pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira. Porque, se nós, sendo inimigos,  fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho, muito mais, estando reconciliados, seremos salvos pela sua vida. E não somente isto,  mas também nos gloriamos em Deus por nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual agora alcançamos a reconciliação.” (Romanos 5: 6-11)

 "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo" (Atos 16:31)

 

 

Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com