Que é necessário que eu faça para me salvar?

O Herói Cristão do Titanic

 

Em Southampton, Inglaterra, em 10 de abril de 1912, John Harper, em companhia de sua pequena Nana, subiu cuidadosamente as escadas que conduziam ao convés do gigante Titanic. Olhando ao redor, o jovem pregador suspirou impressionado - como de resto todos os demais - com a magnitude daquele que era o maior engenho móvel construído pelo homem até então.

 

Porém, ao ingressar despreocupado desse mundo onde tecnologia e requinte se confundiram, Harper nem imaginava que seguia sua saga para a eternidade e que dali a pouco, entraria - por seu destemor e fidelidade ao evangelho - para a seleta galeria dos heróis do Titanic.

 

Nos dias que antecederam ao naufrágio, Harper aproveitava cada oportunidade para testemunhar de Cristo e alertar quanto a necessidade de se salvar aos passageiros dos quais se aproximava.

 

No dia 14 de abril às 23h4Omin quando soou o alarme pela colisão do navio com o gigantesco icebeIg, poucos se deram conta de que começara ali um dos maiores desastres navais de toda a história. Atento às medidas de segurança, Harper tomou consigo sua pequena Nana e com um beijo caloroso, entregou-a a um dos tripulantes, certifi.cando-se de que ela embarcaria segura no bote salva-vidas n° 11. Ele próprio, deixando a oportunidade certa de salvar-se, preferiu - a exemplo de seu Mestre - deitar sua vida em proveito de outros.

 

A medida em que o pânico e o caos progressivamente se apoderavam dos passageiros, Harper - agarrado à grade do deck clamava, para a estupefação de tantos: Hdeixem os botes para as mulheres, crianças e não salvos!" Enquanto todos se atropelavam buscando salvarem-se, Harper nadava dum lado ao outro, nos corredores inundados, abordando com o evangelho a quantos encontrava. Num dado momento, despiu-se de seu colete salvavidas e deu-o a um aflito. Perguntado porque fazia aquilo, o jovem pregador afirmou tranqüilo: "Não se preocupe, em breve eu partirei, não para as profundezas, mas para o alto!" Após explicar a salvação aos apavorados que se apinhavam na popa do Titanic - já agudamente inclinado enquanto submergia - Jobn Harper saltou para as águas gélidas do Atlântico Norte, onde centenas já se afogaram ou desfaleciam por hipotermia. Contudo, ainda restava um naufrago solitário a ser resgatado pelo intrépido pregador! Flutuando num destroço, um outro escocês desesperavase da própria vida, enquanto ouvia, com o passar do tempo, o silêncio mórbido das águas sufocar os gemidos de centenas de náufragos. Enquanto aguardava a almejada aproximação de algum bote salva-vidas, foi surpreendido pela voz trêmula de Harper que quase congelado, poupara seu último fôlego para evangelizá-lo.

 

"Você é salvo?", perguntou-lhe o pregador, que flutuava num destroço. O homem cônscio de sua situação, replicou: "Não, não sou." "Então creia no Senhor Jesus Cristo e será salvo", disse Harper com dificuldade, citando Atos 16:31. A maré afastou o pregador por um pouco, mas dali a instantes, tomou a trazê-lo ante seu compatriota. "Você é salvo?" insistiu Harper, já balbuciando. "Não, não posso dizer que sou." confessou entristecido o homem abordado. Harper num alento final, repetiulhe a passagem de Atos, para então desaparecer nas profundezas do Atlântico. Aquele cidadão escocês que recebera ao Senhor Jesus como Salvador de forma tão inusitada, foi um dos seis únicos passageiros resgatados das águas pelos botes do Titanic.

 

Anos depois, quando os sobreviventes se encontraram em Hamilton, Canadá, esse mesmo homem, duplamente salvo no naufrágio, testemunhou sob lágrimas da fidelidade cristã de Jobn Harper. 

 

Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo Essa citação bíblica exige nossa atenção. Algum leitor pode achá-la simples demais. Pode perguntar: "Será mesmo que basta só crer no Senhor Jesus para ser salvo?"

 

Ao analisarmos as palavras, percebemos algo da grandeza do Senhor Jesus Cristo. já que basta crer nele para ser salvo.

 

Realmente Ele é um Grande Salvador. Veio ao mundo para salvar os pecadores (I Timóteo 1:15). Será possível que o eterno Filho de Deus veio de tão longe, a tanto custo sem ter condições de dar conta do recado? Impossível! Antes de vir, o sucesso de Sua missão era tão bem garantido como quando ascendeu após Sua ressurreição para o céu. Durante a Sua vida aqui, era totalmente sem pecado. Nunca errou. nunca pediu desculpa porque nunca precisou. Nunca confessou um pecado porque não tinha. Ele era santo, tão santo como quando estava junto com o Pai no céu. Dele o Pai disse: "Este é o meu filho amado. em quem me comprazo" (Mateus 3:17).

 

Sendo assim Ele provou sua idoneidade de assumir o pecado da humanidade e oferecer a Deus o sacrifício de Si mesmo sobre a cruz; desta maneira tornando possível o perdão e a eterna salvação dos homens. A Bíblia diz: "Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos para levar-nos a Deus"(1 Pedro 3:18). Notemos as palavras "uma vez". Com um só sacrifício, Ele pagou tudo e assim consumou a obra salvadora.

 

Isto significa que não há mais nada para fazer ou pagar. Na mensagem do Evangelho o pecador perdido recebe uma verdadeira proposta de perdão e salvação. Como ele pode aceitar esta proposta?

 

O versículo diz: "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo".

 

Quem entende sua necessidade de ser salvo, entende também que não pode salvar-se a si mesmo. Suas obras, ou contribuições financeiras etc., estão descartadas. Muitos que acham "fácil demais só crer" se revoltam com a realidade que acabamos de expor. Mas realmente não há salvação para quem quer depender em parte de sua próprias obras, e em parte do Senhor Jesus Cristo. Descobrimos o verdadeiro sentido do "crer". É crer somente, é confiar absolutamente, naquele que é totalmente idôneo para salvar.

 

Crendo assim no Senhor Jesus Cristo, a Palavra de Deus declara: "serás salvo". Esta declaração dispensa comentários.

 

"Que é necessário que eu faça para me salvar?

E eles disseram: Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo."

 

Atos 16:30-31

 

 

 

Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com