POR QUE SOFREMOS?

 Isto é muito doloroso, mas absolutamente necessário. Efetivamente, o eu, antes ou depois, deve ser conhecido e julgado. Se a gente não aprende a conhecê-lo na comunhão com Deus, acabará fazendo-o através da experiência amarga de alguma queda, "Para que nenhuma carne se glorie perante Ele" (1 Coríntios 1:29). E todos nós devemos aprender a conhecer nossa absoluta impotência para todo, a fim de poder gostar da doçura e o consolo desta verdade: que Cristo "para nós foi feito, por Deus, sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção" (1 Coríntios 1:30). Deus quer vasos vazios. Não esqueçamos. É uma verdade solene e necessária. "Porque, assim diz o alto e o sublime, que habita na eternidade, e cujo nome é santo: Num alto e santo lugar habito, e também com o contrito e abatido de espírito, para vivificar o espírito dos abatidos e para vivificar o coração dos contritos." (Isaias 57:15). Também lemos: "Assim diz o Senhor: O Céu é o meu trono, e a terra o escabelo dos meus pés: que casa me edificaríeis vós? e que lugar seria o do meu descanso? Porque a minha mão fez todas estas coisas, e todas estas coisas foram feitas, diz o Senhor; mas eis para quem olharei: para o pobre e abatido de espírito, e que treme da minha palavra." (Isaias 66:1-2).

 

 

 

 

PARA CONTINUAR A LEITURA, CLIQUE====>Por que Sofremos.

 

Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com