Manuscritos do Mar Morto Disponíveis na Internet

Mais de seis décadas depois da descoberta dos Manuscritos do Mar Morto - e milhares de anos após terem sido escritos - Israel completou a disponibilização on-line das cinco mil imagens dos mais antigos textos bíblicos conhecidos. A livraria digital agora está completa, com o Livro do Deuteronômio, que inclui a lista dos Dez Mandamentos, e um trecho do primeiro capítulo do Gênesis, datado do primeiro século d. C..
O objetivo é democratizar o acesso aos textos religiosos, antes disponíveis apenas para poucos especialistas.
- Apenas cinco pessoas em todo o mundo são autorizadas a manusear os manuscritos - afirmou o responsável pelo patrimônio histórico de Israel, Shuka Dorfman. - Agora, todo mundo vai poder tocar os manuscritos na tela.
Os textos são considerados a descoberta arqueológica mais importante do século XX. Acredita-se que tenham sido escritos e guardados pelos essênios, uma seita judaica, nas cavernas de Qumran, às margens do Mar Morto, há 2 mil anos. As milhares de folhas de pergaminho, escritas em hebraico e aramaico, são consideradas essenciais para a compreensão do judaísmo e das origens do cristianismo.
Textos dos manuscritos aparecem de forma praticamente idêntica na Bíblia, escrita 500 anos depois, e ajudam a entender o ambiente em que Jesus viveu, revelando informações sobre os judeus daqueles tempos. Os textos podem ser acessados em

www.deadseascrolls.org.il/

 

 

Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com