Luiz Soares (1930-2003)

Nascido em São Paulo – Capital – em 30-11-1930 e falecido na cidade de Piracicaba – SP – em 03-03-2003. Foi sepultado no cemitério de Piracicaba.
 
Filho de Thomé Soares e Maria Belmina, crentes no Senhor Jesus, sendo criado em um lar cristão.
 
Casou-se no dia 10/03/1962 com Hacy Senghi Soares, e dessa união nasceram os filhos: Miriam, Marta, Marcos e Mara.
Sua conversão:
Fois salvo aos 17 anos e foi recebido em comunhão na igreja no Bosque da Saúde, que naquela época se reunia na Rua Visconde de Inhaúma.
 
Durante alguns anos foi professor na Escola Dominical, e mais tarde foi reconhecido como presbítero da igreja local.
 
A igreja onde servia adquiriu um terreno na Rua Catulo da Paixão Cearense, onde foi construída  a atual Casa de Oração.
Sua chamada para a obra:
Ainda no trabalho secular, em uma viagem de carro sofreu um acidente, sendo socorrido em tempo.
 
O companheiro de serviço que vinha de carona não resistiu aos ferimentos, vindo a falecer. O carro ficou totalmente queimado, e sua Bíblia que estava no porta-luvas ficou chamuscada, e foi encontrada por um pastor presbiteriano da cidade de Pouso Alegre onde ocorreu o acidente, e que o visitou por diversas vezes enquanto esteve no hospital daquela cidade até ser transferido para São Paulo.
 
Deus preservou sua vida por meio de um milagre e vendo o carro em chamas, depois de ficar no acostamento por muito tempo, disse ao Senhor Deus:
 
“Tudo o que eu fiz nesta semana de serviço virou cinzas num minuto. Se o Senhor quiser usar a minha vida até o resto dos meus dias, ainda que seja para a salvação de apenas uma alma de um fogo muito pior que esse aí, estou pronto para Te obedecer”.
A partir desse acidente os sinais que já se manifestavam para sua ida à obra missionária ficaram mais visíveis, e assim, foi encaminhado pela Igreja do Bosque da Saúde – Casa de Oração -à obra missionária  onde passou a servir ao Senhor.
 
Campinas –SP – 1970
Com sua família mudou-se para Campinas e por um ano e meio ajudou a igreja do Jardim Santana,  enquanto os irmãos Gary Bryar e familia estavam no exterior.
 
Tupi Paulista – SP – 1971 – 1979
No ano de 1971 foi convidado por alguns irmãos que se reuniam em Tupi Paulista para ajudá-los a formar uma igreja local naquela cidade.
 
Mudou-se com a família para lá e por 9 anos evangelizou e ajudou o pequeno grupo que logo se tornou uma igreja animada e com vários membros.
 
Mantinha um programa na rádio local todos os domingos o qual era ouvido em toda a região.
 
Piracicaba – Até 2003
Com os filhos maiores precisando  continuar os estudos foi convidado pelo saudoso irmão Sr. Richard Jones para mudar-se para Piracicaba, onde ficou até a sua morte em 2003.
 
Obras Literárias:
A par das atividades missionárias desenvolvia seu trabalho voltado para a obra literária.
 
Vigiai e Orai:
Primeiramente, como cofundador da revista Vigiai e Orai, que após sua morte teve prosseguimento por um período por seu filho Marcos Soares.
 
Hinos e Cânticos:
Trabalhou incansavelmente na organização, tradução, composição musical e na autoria de muitas letras e músicas, que se encontram no Hinário Hinos e Cânticos.
É de sua lavra os hinos 36 – 111 – 114 – 150 – 185 – 187 – 189 – 191 – 301 – 403 – 414 – 440 – 473 – 524 – 598 – 600 – 604 – 605 – 606 – 607 e 656.
Outros 19 hinos foram adaptados ou traduzidos por ele.
 
Destacam-se, ainda, as músicas dos hinos 4 – 187 – 189 (1ª estrofe) – 318 com Jenny S.Crawford – 376 – 414 -513 – 547 – 601 – e  604.
É interessante observar um artigo de sua autoria inserido no Hinário com Música – 6ª Edição – 1999 -, com o título “Uma palavra sobre adoração”, muito útil e proveitoso, e que, talvez, poucas pessoas tenham lido.Vale a pena procurar no Hinário com música e descobrir lições importantes deixadas por esse nobre irmão, extraídas desse artigo.
 
Escritos Avulsos:
Cooperou com artigos de profunda inspiração em periódicos evangélicos, e ainda publicou um estudo das 1ª e 2ª Timóteo.
 
Áudios:
Deixou inúmeras gravações em áudio para programas evangélicos, que até nossos dias são transmitidos por várias emissoras em nosso País.
Também deixou hinos gravados com o objetivo de ensinar a melodia correta dos mesmos, sendo que muitas cópias estão espalhadas entre os irmãos nas mais diversas igrejas.
O testemunho da sua vida até hoje fala alto na experiência de muitas almas que levou aos pés de Cristo e na edificação do povo de Deus em muitos lugares de nosso país, redundando na glorificação do Senhor Jesus  a quem pertence toda a glória.
 
Cumpre, assim, na vida desse fiel servo o texto de Apocalipse 14:13:
 
“Bem aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham”.
Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com