Frutíferos Para Deus 27 de maio

 

27 de maio 

 

“ Porque estas cousas, existindo em vós e em vós aumentando, fazem com que não sejais inativos, nem infrutuosos, no pleno conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo”  (2 Pedro 1:8)

     Se queremos glorificar nosso Senhor produzindo fruto, deveremos preencher certas condições prévias; pois nada pode provir de dentro de nós o que em nós não existir. Temos de começar com a fé, que o fundamento de todas as virtudes, e depois acrescentar virtude, conhecimento, domínio próprio e paciência. ( 2 Pedro 1: 5-6) Ao mesmo tempo temos de possuir temor a Deus e amor fraternal. Se tudo isso existir em nós, certamente a nossa vida produzirá os cachos de atuação útil, assim que nos tornamos não somente sabedores ociosos, mas sim, verdadeiros praticantes da palavra. Estas coisas santas devem existir abundantemente em nós, caso contrário permaneceremos infrutíferos. Fruto é o transbordar da vida, e é preciso sermos cheios, antes que possamos transbordar.

     Conhecemos homens que possuíam capacidades consideráveis e que tenham oportunidades favoráveis, e mesmo assim nunca conseguiram tornarem-se bons ganhadores de almas. Com base em meticulosas observações chegamos à conclusão de que lhes faltavam determinadas graças, que pura e simplesmente são essenciais para podermos produzir fruto. Assim como a pessoa é, assim é a sua obra. Se quisermos atuar melhor, devemos ser melhores. Possa este versículo ser um gentil aviso para cristãos infrutíferos – e para mim mesmo.

 

(Extraído do Livro - Jóias de Promessas Divinas – União Cristã – C. H. Spurgeon)

Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com