Confiaça no Pai Celestial 31 de maio

 

31 de maio

 

“Aquele que não poupou a seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura não nos dará graciosamente com ele todas as coisas?” Romanos 8:32

 

     Mesmo que estas palavras, também no aspecto formal, não propriamente uma promessa, é promessa pelo seu conteúdo. Sim, representa uma quantidade de promessas. É um montão de rubis, esmeraldas, diamantes, todos engastados em ouro. É uma pergunta para qual não há resposta que nos poderia fazer medo. O que o Senhor nos poderá recusar, depois de nos ter dado seu Filho Unigênito? As coisas existentes entre o céu e a terra que necessitamos, ele nos presenteará; pois se em algum lugar tivesse havido um limite para o seu amor, certamente ele teria retido seu Filho Eterno.

     De que eu tenho necessidade hoje? A única coisa que eu preciso fazer, é pedir. Posso insistir com seriedade, sem que tudo querer exercer uma pressão e extorquir da mão do Senhor algo que El não me queira ceder de boa vontade; pois ele quer presentear. De livre vontade nos deu seu Filho amado. Certamente ninguém lhe teria proposto tal dádiva, ninguém teria ousado pedir-lhe por ela. Teria sido atrevido demais. Ele deu o seu Unigênito voluntariamente. Não pode você, minha alma, ter a confiança que seu pai celestial lhe dará tudo mais? Sua pobre oração não teria nenhuma força sobre a onipotência, se força fosse necessário; mas o manancial de seu amor jorra espontaneamente, ele transborda e o provê com tudo o que você precisa.

 

(Extraído do Livro - Jóias de Promessas Divinas – União Cristã – C. H. Spurgeon)

 

Devo contribuir?
Ao receber o Senhor Jesus Cristo como seu Salvador, uma das primeiras coisas que você irá aprender é que Deus é amor. Como resultado disto, você logo perceberá que o amor precisa de uma forma prática para se expressar. Você aprenderá que há uma relação entre amar e dar. Deus é um Deus que nos dá muitas coisas. Amar e dar estão intimamente ligados nas Escrituras. “O Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim” (Gl 2:20), e “Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito” (Jo 3:16). Continuar Lendo...
Desenvolvido por Palavras do Evangelho.com